Peregrinação de Santana, novenas, celebrações virtuais…até o almoço de Santana será “drive thru”: tudo por causa da pandemia da Covid-19

Nunca se viu nos 260 anos de história da Festa de Santana de Caicó, o que vai acontecer este ano.

A procissão, que reúne 50 mil pessoas aproximadamente, não irá percorrer às ruas de Caicó com a multidão acompanhando sua padroeira, a Senhora Santana.

Mas, a Igreja Católica, impelida por esta pandemia que exige isolamento social como forma de prevenir o contágio, se rendeu à tecnologia e, como está fazendo atualmente, transmitindo missas via internet, também fará muitas ações utilizando deste recurso quando julho chegar.

Por isto que nesta quinta-feira, 11, vou entrevistar o pároco de Santana, Padre Alcivan Tadeus, para saber todos os detalhes do que já está acontecendo e vai acontecer na festa de Santana mais atípica de toda sua história.

 

Pense aí…o domingo da procissão…sem ninguém nas ruas….

As novenas…sem ninguém na Catedral…

Nada de feirinha, parques na ilha….

Algo que não se pode mensurar o tamanho do impacto que vai gerar…religioso, financeiro, psicológico…