País tem pelo menos 150 atos em favor da educação nesta quinta-feira

Suerda Medeiros

Estudantes, professores, pesquisadores e profissionais da educação voltam às ruas nesta quinta-feira 30 em uma nova mobilização em defesa da educação, contra os cortes orçamentários praticados pelo Ministério da Educação e também em reação à reforma da Previdência, que sofre articulação política para ser aprovada.

A ação ainda deve desembocar em uma paralisação geral no dia 14 de junho.

Segundo informações da União Nacional dos Estudantes (UNE) há 150 atos confirmados em todo o Brasil, EUA e Europa. A entidade, ao lado de outras como a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), estão à frente da mobilização para o segundo ato, que tem contado com um trabalho de base junto às escolas e universidades. Ambas estão à frente de novos chamados para o #30M. A UNE, inclusive, tem estimulado os pesquisadores a levarem suas pesquisas para o ato.

Revista Exame