Quem primeiro me reconheceu radialista: Roberto Fontes

Suerda Medeiros

Minhas memórias no rádio me levam para 1986. Naquele ano eu entrava, para nunca mais sair, no encantado mundo do rádio. E quem ligou o microfone para mim foi Roberto Fontes. Radialista que era da Rádio Rural e pessoa de confiança de Monsenhor Tércio, então diretor, me apontou como uma revelação do rádio. E aqui estou até hoje, 33 anos depois, atuando ativamente nesse meio de comunicação tão resiliente aos avanços tecnológicos. Obrigada Roberto..! Sou grata até hoje pela oportunidade que me deu.

Roberto Fontes: meu “descobridor”!