China inaugura banco operado inteiramente por robôs chamados de “humanoides”

Suerda Medeiros

Um bancochinês acaba de abrir uma filial operada inteiramente por robôs. Localizada emXangai, a nova agência do China Construction Bank (CCB)conta com recepcionistas humanoides simpáticos, caixas automáticos inteligentese tecnologias de reconhecimento facial para atender os visitantes.

Logoque entram na filial, os clientes são atendidos por um humanoide que respondeeducadamente todas as perguntas formuladas. Equipado com inteligência artificial, o robô de aparênciaamigável combina tecnologias de reconhecimento facial ereconhecimento de voz para orientar os visitantes.

A nova agência bancária do CCB étambém equipada com caixas automáticos inteligentes. Em síntese, os caixascapazes de desempenhar uma gama de serviços aos clientes. Dentre eles: aberturade conta-corrente, transferência de valores, câmbio de dinheiro e aplicação eminvestimentos.

E se clientes quenão se sentem confortáveis em ser atendidos por robôs? Em síntese, o bancodisponibiliza salas privativas para viabilizar o atendimento humano. Mas como,se a agência não possui qualquer funcionário “em carne e osso”? Bem, aí aconversa com os gerentes de relacionamento acontece por videoconferência.

A nova filial servirá como um ótimo campo de testes para conhecer a opinião dos visitantes. Os diretores do CCB estão plenamente confiantes de que agências robotizados poderão ser eficientes na resolução de demandas repetidas e padronizadas – demandas essas da esmagadora maioria de seus clientes.

Fonte: Futuro Exponencial