Um poema de Thiago Medeiros

Suerda Medeiros

Toda tarde

de chuva

tem uma mãe

coando

café

dentro

da

gente.

Fonte: @praeuparardemedoer